Alerj aprova Medalha Tiradentes para bodyboarder que resgatou salva-vidas

Renan Souza tirou do mar o militar que estava sendo jogado contra as pedras; maior honraria do legislativo foi proposta deputada Alana Passos (PTB)

Foto: Octacilio Barbosa

Renan Souza da Conceição, o bodyboarder que resgatou um salva-vidas no mar de São Conrado durante uma etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboarding, vai receber a Medalha Tiradentes pelo seu ato de coragem. A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (10), o projeto da deputada Alana Passos (PTB) que concede a maior honraria da Casa ao esportista.


No último dia 28 de abril, a parlamentar já havia entregado, no plenário, uma moção de louvor e aplausos ao bodyboarder, também conhecido como Biruleibe da Rocinha. Em breve, Renan também terá no peito e no currículo o maior título do legislativo fluminense.


"O Renan é um herói, que superou o medo e arriscou sua vida para salvar outra. O reconhecimento desse ato de bravura não é um sentimento só meu ou da Alerj, e sim de toda a população. Que ele possa inspirar mais pessoas com sua abnegação", elogiou Alana Passos.

Ainda surpreso com a fama após o vídeo do salvamento ter viralizado nas redes sociais, Renan agradece as homenagens e transfere o título de herói ao salva-vidas que ele ajudou a sair da água.


"O salva-vidas foi um herói, ele deu a vida dele. Ele estava se afogando porque foi salvar uma pessoa, e ele faria por mim a mesma coisa que fiz por ele. Minha ficha ainda não caiu, fico emocionado e feliz com tudo que está acontecendo", agradeceu o bodyboarder.


O salvamento


Renan participava de uma etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboard, na Praia de São Conrado, no dia 15 de abril, quando se jogou na água para ajudar um bombeiro que havia entrado no mar para resgatar outro competidor, mas acabou passando apuros após o socorro.


O resgate do competidor foi finalizado de helicóptero pelo 3° Grupamento Marítimo (3° GMar), mas um dos agentes acabou sendo puxado pela correnteza e jogado contra as pedras. Foi aí que Renan, que competia, mas já estava fora d'água, se lançou ao mar com sua prancha para retirar o bombeiro das ondas.

3 visualizações0 comentário