Filha de Cupertino: "Não é fácil ser filha de um assassino"

Paulo Cupertino foi preso esta semana em São Paulo. Ele é acusado de matar o ator Rafael Miguel, 22, e seus pais em junho de 2019


Reprodução/Polícia Civil

Via Metrópoles


Preso desde a última segunda-feira (16/5), em São Paulo, Isabela Tibcherani comentou sobre a prisão de Paulo Cupertino: “Não é fácil ser filha de um assassino. Não é fácil carregar o peso de ter o nome de uma pessoa que cometeu um dos maiores crimes nacionais”, disse a jovem em entrevista ao Fantástico.


Paulo Cupertino é acusado de matar a tiros o ator Rafael Miguel, 22, e os pais dele, João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, de 50. Isabela Tibcherani, com 18 anos na época, era namorada do ator e presenciou o crime.


Quando a jovem estava chegando na casa da mãe, na zona sul de São Paulo, no carro da família, eles foram surpreendidos com Cupertino, que executou os três, a tiros, na frente da filha. A motivação teria sido o namoro do ator com Isabela, segundo o Ministério Público. Ele era contra o relacionamento.


“Ele não era uma pessoa que tinha algum tipo de coisa afetiva. Era uma possessão mesmo. Ele não me deixava viver, ele era extremamente controlador. Então, eu não tinha uma vida de fato até os meus 18 anos”, afirma Isabela sobre o pai.


A delegada responsável pelo caso aponta um excesso de ciúmes por parte de Cupertino: “Ele tinha muito ciúmes da filha. Não é mais uma criança, né? Uma mulher. Uma mulher que ia tomar o rumo dela”, disse Ivalda Aleixo ao Fantástico.


A jovem afirma que não reconhece Cupertino como seu pai depois do triplo homicídio e nega que tenha pai quando alguém pergunta:


“Sei lá, para mim seria bom que ele nem existisse. Meu maior objetivo desde então era me reerguer, conseguir trabalhar, tocar minha vida tranquilamente. Mas essa exposição toda me prejudicou bastante. Independente de eu ser inocente nessa situação, as empresas, acredito que não querem esse tipo de associação. Então acabam dispensando. Ainda existe um peso, né, que as pessoas colocam pelo fato de eu ser filha dele”, afirmou Isabela.


Paulo era o número 1 na lista dos mais procurados da Polícia Civil e estava foragido há quase três anos. Segundo as investigações, ele se escondeu em mais de 300 endereços diferentes.


Isabela namorou Rafael por 1 ano e meio e lembra dele com carinho: “O pouco tempo em que ele esteve na minha vida foi o momento que eu me senti mais feliz”, diz Isabela sobre Rafael Miguel.


Preso em uma cadeia na Zona Leste de São Paulo, Paulo Cupertino teve que tirar a barba, cortar o cabelo e vai ficar isolado dos outros presos até o mês de junho:


“Embora não vá reparar nada do que aconteceu, não vá diminuir as dores, a pessoa que causou esse mal todo está preso agora e não vai sair impune. Isso meio que conforta, de alguma forma. É como se os pesos fossem gradativamente se aliviando na nossa vida, e eu tenho fé e desejo que não só para mim, mas que também para família do Rafael, que aos poucos as coisas voltem a se acalmar e que exista esse senso de justiça para tudo de ruim que aconteceu”, conta Isabela.

0 visualização0 comentário