Filho afetivo de Flordelis deixa prisão em maio

Carlos Ubiraci Francisco da Silva deixará a prisão no próximo dia 19 de maio

Via Jornal O Dia


Filho afetivo da ex-deputada federal Flordelis, Carlos Ubiraci Francisco da Silva, deixará a prisão em regime condicional no próximo dia 19 de maio. Em seu julgamento pela morte do pastor Anderson do Carmo, ex-marido de Flordelis, ele foi absolvido da acusação de homicídio triplamente qualificado consumado e de tentativa de homicídio duplamente qualificado.


A liberdade condicional a Silva foi concedida pela juíza Roberta Barrouin Carvalho de Souza, da Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Ele foi condenado a dois anos, dois meses e 20 dias de reclusão pelo crime de associação criminosa no último dia 13 de abril pelo Tribunal do Júri de Niterói.


A defesa de Silva entrou com o pedido de liberdade depois que ele, atualmente, detido no presídio Evaristo de Moraes, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio, foi absolvido no mesmo julgamento do homicídio triplamente qualificado consumado e da tentativa de homicídio duplamente qualificado.


Na decisão, a juíza Roberta Barroin ressaltou que o Ministério Público não se opôs à concessão do benefício. Preso há um ano e oito meses, Silva reuniu condições para cumprir a pena em regime de liberdade condicional a partir de 19 de maio.


Na mesma decisão, a magistrada determinou que ele deverá se apresentar a cada três meses em um dos núcleos do Patronato Magarino Torres(instituição pública responsável por prestar assistência aos egressos do sistema penitenciário existentes no estado do Rio de Janeiro) para justificar suas atividades e assinar o boletim de frequência, sendo que o primeiro comparecimento deverá ocorrer 30 dias após a libertação. Além disso, Silva deve comunicar qualquer mudança de domicílio mediante apresentação de comprovante de residência.


Julgamento


Os dois filhos de Flordelis denunciados pelo Ministério Público do Rio (MPRJ) pela morte do pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019, foram condenados por decisão da juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói. Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico da ex-deputada, acusado de atirar contra o pastor, pegou a pena maior, de 33 anos e dois meses de prisão. Lucas Cezar dos Santos de Souza, filho adotivo acusado de ter comprado a arma do crime, foi condenado a sete anos e seis meses.


Relembre o caso


O pastor Anderson do Carmo, 42 anos, marido da então deputada federal e também pastora, Flordelis, foi morto a tiros, na madrugada de 16 de junho de 2019, em casa, no município de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Na ocasião, Flordelis chegou a dizer que ele havia morrido tentando defender a família de criminosos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo