Gabriel presta depoimento à polícia e nega acusações sobre vídeos forjados

Vereador esteve na delegacia na tarde desta terça junto com seu advogado

Foto: Reprodução

Jornal O Dia


O vereador e ex-PM Gabriel Monteiro (PL) deixou a 29ª DP (Madureira) na noite desta terça-feira (12) junto com seu advogado Sandro Figueiredo. Ele foi à unidade policial para prestar depoimento sobre um inquérito que apura suspeita de fraude processual no episódio em que ele afirmou ter sido atacado a tiros por criminosos junto com sua equipe, em Quintino, na Zona Norte do Rio, em agosto do ano passado.


Na porta da delegacia, Gabriel apenas negou as acusações e decidiu não falar à imprensa. Seus ex-assessores teriam afirmado que Gabriel forjou o ataque. Além dele, outras cinco pessoas foram intimadas a prestar depoimento. Entre elas, seu chefe de gabinete, Rick Dantas.


De acordo com a unidade policial que investiga o caso, mais de 25 pessoas já foram ouvidas no inquérito que apura a tentativa de homicídio contra Monteiro e sua equipe.


O caso está sob a responsabilidade da promotora Renata Pereira de Souza da Graça Mello, da 1ª Promotoria de Justiça e Investigação Penal Territorial da Área de Madureira e Jacarepaguá.

0 visualização0 comentário