Jovem denuncia estupro na Sapucaí

Ingrid Munk, de 25, afirma ter sido abusada no caminho perto de concentração da bateria. Ela tentava assistir desfile da Grande Rio

Via Metrópoles


Uma estudante de direito denunciou um estupro sofrido na madrugada do último domingo (1º/5), durante o desfile das campeãs no Carnaval do Rio, na Marquês de Sapucaí. O caso é investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) do Centro da cidade.


Ingrid Munk, de 25 anos, foi pela primeira vez acompanhar um desfile. No momento em que a Acadêmicos do Grande Rio, a campeã do ano, entrava na avenida, ela decidiu descer do camarote em que estava para ver a área onde a bateria fica concentrada na primeira metade do desfile.


“Um estranho, uma pessoa que eu nunca vi na vida, começou a conversar comigo e, de forma muito rápida, me puxou para um lugar deserto e me empurrou na grade”, contou a jovem ao RJ1, da TV Globo.

“Em seguida, ele não parou de fazer diversos ataques a mim. Ele me pressionou, tocou nas minhas partes íntimas. Ele me enforcou. Eu ainda sinto dor no pescoço, fiquei roxa”, completa.


O crime aconteceu por volta das 4h. Segundo a jovem, as marcas da agressão estão espalhadas por seu corpo, além do trauma psicológico. “Eu não estou dormindo, as minhas noites não são mais as mesmas. Eu sinto enjoo, eu me sinto insegura”, contou Ingrid.


A Polícia Civil informou que um inquérito foi instaurado para apurar o caso.

0 visualização0 comentário