Lançamento do programa Turismo Presente gera frustação em secretários municipais que vieram de longe

Cláudio Castro e o secretário de Turismo, Gustavo Tutuca, assinaram um protocolo de intenções

Foto: Governo do Rio

Via Extra


Secretários municipais que vieram até de municípios distantes para o lançamento do programa de obras “Turismo Presente’’, no Palácio Guanabara, pegaram o caminho de volta um tantinho... frustrados.


Ao contrário do que imaginavam, não foi anunciada uma obra para facilitar o acesso dos visitantes às regiões com vocação turística — e nem ao menos a sinalização especial que as cidades reclamam há anos.


Nada alvissareiro neste momento, em que o setor luta para se recuperar dos efeitos devastadores da pandemia de Covid-19.


O governador Cláudio Castro (PL) e o secretário de Turismo, Gustavo Tutuca, assinaram um protocolo de intenções com o secretário de Cidades, Uruan Cintra. Mas obra — de ferro e concreto — que é bom, nada.


Em vez de anúncios de investimentos, recuperação das estradas e melhorias na segurança turística, os convidados receberam um folheto com o passo a passo (em nove etapas) para solicitar obras de infraestrutura.


“Mais um evento político para fazer palco”, reclamou um empresário líder do setor.


Sem saia-justa


Além de secretários municipais de Turismo e empresários do setor, o lançamento do programa “Turismo Presente”, ontem, no Palácio Guabanara, foi prestigiado pelos deputados André Correa (DEM), Adriana Balthazar (Novo), Márcio Pacheco (PSC) e Noel de Carvalho (PSDB).


Mas nada de Alana Passos (PSL), justamente a presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa.


A moça até foi convidada pelo governo do estado — mas tinha, no mesmo horário, a passagem de comando no Centro de Instrução Paraquedista General Penha Brasil.


Non grata


O certo é que a ausência de Alana evitou uma bela saia-justa — já que o governador Cláudio Castro (PL) recentemente desancou a moça por sua tentativa de derrubar os vetos a trechos do Sistema de Proteção Social dos Militares.

0 visualização0 comentário