Mãe Eliza Samúdio pede ajuda para cuidar do neto

Sônia de Fátima Moura criou uma vaquinha on-line após o marido, que sustentava a família, ficar em estado vegetativo

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Via Metrópoles


A mãe de Eliza Samúdio, Sônia de Fátima Moura, tem usado as redes sociais para pedir contribuições financeiras após o marido, Hernane Silva de Moura, entrar em estado vegetativo.


A modelo Eliza Samúdio foi assassinada em 2010 pelo goleiro Bruno Fernandes. O casal tem um filho, apelidado de Bruninho, que ficou sob os cuidados de Sônia e Hernane desde a morte de Eliza.


De acordo com Sônia, o marido era responsável por custear as despesas da casa e do neto, com a renda obtida como autônomo. No entanto, no mês de abril, Hernane teve duas paradas cardiorrespiratórias e ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).


“Após os últimos exames, depois da quarta parada cardiorrespiratória, fomos informados que todo o cérebro dele foi afetado. Hernane não voltará mais para nós, a não ser em nossos corações”, lamentou Sônia.

A mãe de Eliza decidiu criar uma vaquinha na internet para custear despesas com aluguel, comida, energia e remédios até conseguir a aposentadoria para Hernane. “Não é fácil pedir ajuda, mas em meio a dor e sem recursos — pois, como todo trabalhador honesto deste país, não tínhamos nenhum recurso guardado — apela para quem puder contribuir”, disse.


A vaquinha criada por Sônia tem como meta arrecadar R$ 30 mil. Até a publicação deste texto, a campanha já havia alcançado a faixa de R$ 14,8 mil. Para acessar a vaquinha, basta clicar neste link.

0 visualização0 comentário