Morre menina imprensada por carro alegórico

Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, teve a perna direita amputada em acidente na dispersão do Sambódromo. Ela estava internada no CTI pediátrico do Hospital Souza Aguiar e, segundo funcionários, teve hemorragia interna.

Foto: Reprodução/Redes sociais

Via g1


Morreu no início da tarde desta sexta-feira (22) a menina atropelada pelo carro abre-alas da Em Cima da Hora. Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, foi imprensada por um poste e a alegoria da escola e chegou a perder a perna direita durante uma cirurgia complexa.


Ela estava internada em estado gravíssimo no Hospital Souza Aguiar, no Centro da cidade, e, segundo funcionários da unidade, teve uma hemorragia interna.

Uma funcionária disse que a tia da menina ligou para a mãe de Raquel para informar sobre a morte.

Durante a cirurgia, que durou mais de 6 horas, Raquel sofreu uma parada cardiorrespiratória. Ela também teve traumatismo no tórax e respirava por aparelhos.


Após o acidente, a Justiça determinou que as escolas de samba façam escolta dos carros alegóricos até os barracões. A decisão do juiz Sandro Pitthan Espíndola, da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, acolheu o pedido do Ministério Público estadual.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo