MPF denuncia três assessores de Daniel Silveira

Eles teriam entregue celulares ao deputado preso na PF em 2021. O MPF apresentou notícia de infração disciplinar contra Daniel

Foto: Luis Macedo/Camara dos Deputados

Via Metrópoles


O Ministério Público Federal (MPF) do Rio denunciou, nesta quarta-feira (20/4), três assessores do deputado federal Daniel Silveira (PTB) por entregarem dois celulares ao parlamentar quando ele estava preso na Superintendência da Polícia Federal, no ano passado.


O órgão também apresentou notícia de infração disciplinar ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o congressista. Os ministros da Corte julgam nesta quarta-feira ação penal contra Daniel Silveira.


Segundo o MPF, o crime contra a administração pública praticado pelos assessores Mário Sérgio de Souza, Pablo Diego Pereira da Silva e Rafael Fernando Ramos se deu em 17 de fevereiro de 2021.


Como a pena varia de três meses a um ano de detenção, o órgão apresentou proposta de transação penal, um acordo com previsão de multa de R$ 10 mil para cada um dos acusados e, com o pagamento, o arquivamento do processo.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo