Não vai ter garimpo em terra indígena, diz Lula

Petista se opõe a projeto do governo Bolsonaro

Foto: REUTERS/Carla Carniel

Via CNN


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT, afirmou na noite desta quinta-feira (5) que irá combater o garimpo em terras indígenas caso vença a eleição presidencial em outubro.


“Não vai ter garimpo em terra indígena”, disse durante aula magna para alunos da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), no interior de São Paulo.

Tramita no Congresso um projeto de lei do governo Jair Bolsonaro (PL) que autoriza a mineração em terras indígenas. Nos últimos anos, garimpos ilegais têm crescido em reservas na Amazônia.


“Não vai arrebentar cerca pro gado passar”, afirmou Lula em seguida em mais uma referência ao avanço de atividades sobre as reservas indígenas.


Lula ainda prometeu criar um ministério voltado às questões indígenas.


“Vou voltar e vou criar o Ministério da Igualdade Racial, dos Direitos Humanos. E agora mais um ministério, o dos Povos Indígenas, para botar um índio ministro”, declarou.


Ao final da aula magna, depois de tratar de outros temas, Lula voltou a fazer referência aos indígenas.


“Vocês indígenas não devem nada a ninguém. Nós é que devemos a vocês, que chegamos onde vocês já estavam.”

0 visualização0 comentário