Otoni de Paula tem conta-salário bloqueada para pagar indenização a Moraes

No fim de 2021, parlamentar foi condenado a pagar R$ 50 mil ao ministro do STF por xingá-lo nas redes

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Via Jornal O Dia


O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) aproveitou a sessão da Câmara dos Deputados de quarta-feira (23) para anunciar que teve sua conta bancária — pela qual recebe o salário de parlamentar — bloqueada. A decisão foi do juiz Guilherme Medeiros, da 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em uma execução provisória de um processo movido pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.


Ainda ao microfone do plenário, o parlamentar revelou ter descoberto o bloqueio quando sua esposa foi ao supermercado fazer compras.


“Certamente, uma petição do seu advogado, informando ao juiz que essa é sua conta salarial, e essa conta será desbloqueada, ou o juiz responderá por abuso de autoridade”, disse, em seguida, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).


“Ficamos surpresos com a rapidez dessa execução provisória. Eu já tinha sinalizado que ia pagar a indenização de R$ 50 mil ao ministro Alexandre de Moraes. Não tinha necessidade de bloquear o meu salário. Vou entrar com uma petição para liberar minha conta, senão fico sem poder sustentar a minha família”, lamentou Otoni de Paula.

No ano passado, o parlamentar foi condenado por xingar o ministro do STF em suas redes sociais, chamando-o de “lixo” e “esgoto”, por exemplo.

0 visualização0 comentário