Apoiadores de Bolsonaro e Lula irão às ruas de SP no 1º de maio

Ato em favor do presidente ocorrerá na Avenida Paulista, a três quilômetros da Praça Charles Miller, onde lulistas planejam se encontrar

Foto: Fabio Vieira/Metropoles

Via Metrópoles


Em clima de campanha eleitoral, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ocuparão as ruas de São Paulo no Dia do Trabalho, comemorado no próximo domingo, em 1º de maio. Lideranças que defendem o mandatário e o petista já fazem chamados para os eventos.


Na Avenida Paulista, se concentrarão movimentos, políticos e apoiadores ligados ao presidente e pré-candidato à reeleição. A apenas três quilômetros dali, na Praça Charles Miller, no Pacaembu, vão se reunir movimentos sociais, centrais sindicais e artistas ao lado do pré-candidato do PT.


Até o momento, Bolsonaro não confirmou presença nem no ato da Paulista, nem em outra manifestação marcada para o dia 1º de maio – pelas redes sociais, estão sendo convocados atos em cidades de todas as regiões do país.


Em frente ao Masp


Em São Paulo, a manifestação às 14h em frente ao Masp (com previsão de término às 17h), e está sendo convocada especialmente pelo Nas Ruas nas redes sociais e em grupos de WhatsApp. Entusiasta do movimento, a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) é uma das principais lideranças que têm se mobilizado pelo evento.


Integrantes do governo e os filhos do presidente, porém, não engajaram nos eventos e não publicaram nada sobre até agora, bem como o próprio presidente.


O Metrópoles apurou que grupos bolsonaristas querem levar ao menos cinco grandes carros de som à paulista. Um dos principais motes do protesto, que está sendo convocado sob o lema “pela nossa liberdade”, deve ser o caso Daniel Silveira. O deputado federal pelo PTB do Rio de Janeiro foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e logo depois recebeu um perdão de Bolsonaro.


Zambelli disse, no Twitter, que Silveira estará presente na Paulista no domingo, mas a assessoria do deputado não confirma.


Na Praça Charles Miller


A manifestação da esquerda, que contará com a presença de Lula, é organizada por movimentos como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Força Sindical, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), entre outros, e terá shows de Daniela Mercury, Leci Brandão, Francisco el Hombre, Dexter e KL Jay a partir das 10h.


O lema do evento será “Emprego, Direitos, Democracia e Vida”. Douglas Izzo, presidente da CUT-SP, afirma que será um dia de luta por emprego “em um momento como este em que o país tem um número gigantesco de desempregados, em que o governo Bolsonaro faz duros ataques” à classe trabalhadora. “Por isso, é preciso organizar o conjunto da classe trabalhadora de uma forma unitária para garantir a luta por direitos, emprego, democracia e vida”, diz.


A Secretaria de Segurança Pública (SSP) foi questionada sobre o esquema de segurança que a Polícia Militar adotará nos eventos, mas ainda não retornou. O espaço segue aberto.

1 visualização0 comentário