Rio libera vacina da gripe para toda população

Imunização do grupo prioritário não chegou a 50% do público-alvo

Foto: Marcos Porto/Agência O Dia

Via Jornal O Dia


O superintendente de Vigilância em Saúde, Márcio Garcia, anunciou no início da tarde desta quinta-feira que a vacinação contra a gripe será disponibilizada a toda população a partir deste sábado (4), Dia D da vacinação. O imunizante poderá ser tomado por crianças a partir de seis meses. A decisão vem na esteira da baixa adesão dos grupos prioritários. Menos de 50% do público-alvo se vacinou. Além disso, com a aproximação do inverno, a cidade observa um aumento nos casos de síndromes respiratórias.


Garcia ressalta que a campanha de vacinação da gripe é focada no primeiro semestre. A imunização ficará disponível até o fim do estoque, que tem cerca de 1 milhão de doses. O Dia D da vacinação, em 4 de junho, vai priorizar as campanhas de imunização contra a covid-19, a gripe e o sarampo.


O secretário de Saúde Rodrigo Prado fez um apelo para que a população participe da campanha, que vai contar com mais de 450 pontos de vacinação. Para adolescentes e adultos, não há necessidade de intervalo entre as vacinas de gripe e covid-19. Crianças entre 5 e 11 anos devem espaçar em 15 dias esses dois tipos de vacinas.


"Queremos fazer um apelo para que o carioca atualize sua carteira de vacinação. Estamos com uma cobertura muito baixa de sarampo. A gente tem que vacinar. Todas as nossas unidades vão estar com equipes e teremos 200 postos externos", afirmou Prado.


'Dia D' de vacinação no Rio


A Secretaria municipal de Saúde (SMS-RJ) realiza o 'Dia D' de vacinação nos postos de saúde da cidade do Rio neste sábado, das 8h às 17h. Segundo a pasta, mais de 450 pontos de vacinação espalhados pela cidade estarão abertos no dia.


Serão aplicadas as vacinas do sarampo para crianças de seis meses a quatro anos, da gripe para idosos e demais grupos prioritários da campanha, da covid-19 para quem ainda tiver alguma dose em aberto e, nas unidades de Atenção Primária, dos demais imunizantes do calendário da criança e do adolescente para atualização da caderneta de vacinação.

De acordo com a secretaria, até o momento, na campanha de vacinação contra a influenza foram aplicadas cerca de um milhão de doses em pessoas dos grupos prioritários listados pelo Ministério da Saúde. A cobertura no momento é de 53% dos idosos, 30% das crianças, 22% das gestantes e 15% das puérperas (mulheres até 45 dias após o parto).


Os grupos prioritários para a campanha de vacinação contra a gripe são: idosos a partir de 60 anos, trabalhadores da saúde, grávidas e puérperas, indígenas, pessoas com deficiência permanente (acima de cinco anos), pessoas com doenças crônicas graves não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (acima de cinco anos), trabalhadores da educação, forças de segurança e salvamento, forças armadas, trabalhadores portuários, trabalhadores de transporte rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, e caminhoneiros.


A SMS também informou que até o momento, 30% das crianças da cidade foram vacinadas contra o sarampo na campanha. Segundo o órgão, a população de crianças na faixa etária indicada para as vacinas da gripe e do sarampo é estimada em 353 mil na cidade.


Já a vacina contra a Covid-19 será disponibilizada para atualizar esquemas vacinais de todos os públicos já convocados. Crianças entre 5 e 11 anos são duas doses, adolescentes e adultos a partir de 12 anos devem ter ainda o reforço. Já os idosos com 60 anos ou mais devem receber até a segunda dose de reforço.


A relação com os endereços dos postos de vacinação, informações sobre horários específicos de alguns deles e em quais locais estarão sendo aplicadas as vacinas da gripe, sarampo ou Covid-19, estarão disponíveis no site da Secretaria Municipal de Saúde do Rio.


A SMS-Rio orienta que os usuários compareçam às unidades de saúde, sempre que possível, levando um documento de identificação e a caderneta de vacinação.

0 visualização0 comentário