Alerj pode homenagear ex-atleta de vôlei Mauricio Souza com Medalha Tiradentes

Maior honraria da Legislativo foi proposta pelo deputado Filippe Poubel


Deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) querem dar a Medalha Tiradentes, maior honraria do parlamento fluminense, ao ex-jogador de vôlei Mauricio Souza, campeão em clubes e nos Jogos Olímpicos de 2016. A proposta foi apresentada pelo bolsonarista Filippe Poubel (PL).


A carreira dentro das quadras de Mauricio Souza foi interrompida abruptamente, no ano passado, com a sua demissão do Minas Tênis Clube, após uma série de críticas dos patrocinadores da equipe em relação a postagens feitas pelo atleta criticando a orientação sexual de um personagem de história em quadrinhos, o filho do Super-Homem, que é bissexual.


Na justificativa da proposta, Filippe Poubel detalha os títulos do atleta, que sempre declarou publicamente apoio ao governo do presidente Jair Bolsonaro e a bandeiras de direita como a defesa da família.

O deputado Filippe Poubel também destaca que Maurício Souza ”após exercer o seu direito constitucional de livre manifestação de pensamento, foi covardemente execrado pela mídia, patrocinadores e pelo próprio clube. As pressões dos patrocinadores e da mídia culminaram com a sua demissão”.


Após a repercussão do caso, Mauricio Souza anunciou a entrada na política e se filiou ao Partido Liberal (PL), em Belo Horizonte, por onde deve concorrer a uma vaga de deputado federal pelo estado de Minas Gerais no pleito de 2022.


“Por toda a contribuição do Mauricio ao esporte nacional e pela coragem de expor livremente os seus princípios, entendo que faz jus ao recebimento da Medalha Tiradentes”, afirma Filippe Poubel, autor do Projeto de Resolução 1306/2022.

Também assinam a proposta de homenagem os deputados Anderson Moraes (PL), Brazão (União), Célia Jordão (PL), Daniel Librelon (Republicanos), Léo Vieira (PSC), Marcelo Cabeleireiro (Democrata), Martha Rocha (PDT), Max Lemos (PROS) e Pedro Ricardo (PROS).



3 visualizações0 comentário