PL pode expulsar Gabriel antes do fim do processo

Atualizado: 17 de abr.

Movidos pela repercussão pública, deputados de outros estados pressionam o presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, a tomar uma atitude.

Via Berenice Seara (Extra)


O PL do Rio não quer expulsar o vereador Gabriel Monteiro — não antes do fim do processo judicial e de “o moço ter o seu direito a defesa garantido’’.


Monteiro filiou-se ao partido do governador Cláudio Castro e do presidente Jair Bolsonaro poucos dias antes de explodir a série de denúncias que levou a Câmara do Rio a abrir contra ele um processo ético-disciplinar, o que pode culminar com sua cassação.


Mas, enquanto o diretório estadual tenta segurar o moço — que seria o puxador de votos do PL para a Assembleia Legislativa — o mesmo não se pode dizer da turma de Brasília.


Movidos pela repercussão pública, deputados de outros estados pressionam o presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, a tomar uma atitude. Se a turma do Rio não se mexer, o diretório nacional pode, num gesto não muito usual no PL, expulsar Monteiro “por cima”.


Coleguinhas


E na Câmara do Rio, cresce silenciosamente um movimento para não cassar o mandato do moço. Pressionados, alguns vereadores já acham melhor deixar Monteiro se candidatar e sair — passando o problema para sua futura casa, a Assembleia.


9 visualizações0 comentário