Podemos pretende cobrar União Brasil por gastos com Moro

Cálculos atualizados do partido apontam gastos de R$ 4,9 milhões com o ex-juiz da Lava Jato enquanto ele esteve filiado ao Podemos

Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil

Via Igor Gadelha (Metrópoles)


Dirigentes do Podemos prometem cobrar o União Brasil pelos gastos que o partido teve com Sergio Moro enquanto o ex-juiz esteve filiado à legenda comandado pela deputada Renata Abreu.


Segundo caciques do Podemos, os cálculos mais atualizados apontam que a sigla gastou R$ 4,9 milhões com Moro, entre contratação de pesquisas e auditoria, segurança privada, salário, viagens e aluguel de carros.

Lideranças do Podemos ressaltam que o ex-juiz da Lava Jato tinha a disposição dele uma equipe com 10 seguranças que se revezavam e três carros, sendo um deles blindado.


Dirigentes do partido de Renata Abreu admitem que a cobrança terá mais um efeito político, uma vez que não há previsão jurídica de um partido ressarcir o outro por gastos assim.


Por esse motivo, há quem defenda no partido que a cobrança seja usada como “moeda de troca” na negociação com o União Brasil para alianças regionais nas eleições deste ano.


Como contou a coluna, a cúpula do Podemos viu como “traição” a migração de Moro do partido para o União Brasil, para, provavelmente, ser candidato a deputado federal ou senador por São Paulo.

6 visualizações0 comentário