PTB se reúne em 11/2 para eleger novo presidente

Roberto Jefferson tenta retomar o controle da legenda após romper com sucessora a frente da sigla

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Via Metrópoles (Coluna Guilherme Amado)


O PTB pretende reunir o diretório nacional em 11 de fevereiro para eleger uma nova executiva nacional. O movimento faz parte da estratégia traçada por Roberto Jefferson para retomar o controle da sigla após o rompimento com a sua sucessora a frente do partido, Graciela Nienov.


Por outro lado, a atual presidente resiste a deixar o comando. Ela tem ignorado os pedidos de Jefferson para que renuncie e tenta se manter no cargo.


A ideia até o momento é colocar o deputado estadual do RJ Marcos Vinicius Vasconcelos, conhecido como Neskau, na presidência. A decisão final será tomada hoje em reunião no Rio de Janeiro.


O partido publicou nesta quinta-feira um edital de convocação para reunião do diretório nacional em três jornais. Isso só foi possível graças à renúncia de mais de 50% da executiva nacional decidida ontem a noite.


O estatuto do PTB prevê que, quando isso ocorre, todos os demais integrantes do grupo também caem e uma nova executiva precisa ser eleita.


A reunião do diretório na próxima semana também deve reconduzir grande parte dos que renunciaram a algum cargo na executiva nacional.


Jefferson e Nienov romperam depois do presidente de honra do PTB acusar a chefe atual do partido de traição. De acordo com o divulgado pelo grupo que apoia Jefferson, a intenção de Nienov era vender a sigla ao PL.

0 visualização0 comentário